ÚLTIMAS NOTÍCIAS

E-book Grátis: As relações Deficiências & Literatura que deram origem à Escrita Inclusiva


A literatura é uma forma que temos de ler a vida, interpretando observando, descobrindo, refletindo, vivendo. Cada autor tem o seu universo particular, sensível e intelectual para passar aos seus leitores. E com as pessoas com deficiência não foi diferente ao longo da história da Literatura Universal, conforme abordam os primeiros ensaios da obra “LETRAS DESPERCEBIDAS Ensaios sobre as relações Deficiências & Literatura nos anos 80 e 90 que deram origem à Escrita Inclusiva”, de Emílio Figueira, 216 páginas, distribuição gratuita na versão digital.

No Brasil dos anos 1980 e 1990, já existiam muitos livros escritos por pessoas com deficiência. Passando quase que despercebidas do mercado editorial, essas obras traziam em suas páginas histórias, experiências, problemas, visões e opiniões de seus autores. Verdadeiros depoimentos importantes para os estudiosos e a sociedade em geral.

Em várias dessas autobiografias os autores não se limitavam apenas a registrar os dados de sua existência, dando toques e temperos especiais, transformando-as em verdadeiras obras literárias. Passavam a pertencer à literatura no sentido escrito, pois, esses autores, extravasando o seu eu, chegavam a atingir uma linguagem poética, onde fatos de suas vidas são misturados com ideias, emoções e sentimentos.

Por outro lado, nos anos 1990 já era significativo o acervo de livros infantojuvenis brasileiros abordando em seu contexto assuntos ligados às deficiências. Essas obras passaram a ser objeto de estudos da Psicologia Social que, através de certas “armadilhas” em suas narrativas, repassavam preconceitos e estereótipos para a mente em formação da criança, mesmo que fosse de forma inconsciente. O mesmo acontecia nos livros didáticos de primeiro grau.

Embora muitos desses livros eram produções independentes, quase marginais, foram fundamentais para abrir caminhos aos milhares de títulos que temos hoje falando de temas variados envolvendo pessoas com deficiência, inclusão social, educação inclusiva e em livros infantojuvenil.

A obra “LETRAS DESPERCEBIDAS – Ensaios sobre as relações Deficiências & Literatura nos anos 80 e 90 que deram origem à Escrita Inclusiva” reúne ainda ensaios com alguns apontamentos que poderão contribuir para a construção certa de personagens com deficiência, permitindo a formação de conceitos corretos por parte dos leitores adultos e infantojuvenis, o que poderá gerar uma sociedade menos preconceituosa.

COMO BAIXAR O LIVRO GRATUITAMENTE

1 – Clique na imagem da capa acima

2 – O arquivo no formato PDF se abrirá em outra aba

3 – Basta salvá-lo em seu computador e BOA LEITURTA!

 


UM E-BOOK GRATUITOS PARA BAIXAR

UM E-BOOK GRATUITO PARA BAIXAR!

COLETÂNEA DE ENTREVISTAS E ARTIGOS SOBRE EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO BRASIL

Minhas principais entrevistas e artigos científicos sobre Educação Inclusiva, pessoas com deficiência e superação publicadas nos últimos quatro anos. Esse material você poderá utilizar livremente como conteúdo bibliográfico em seu trabalho. E ao final de cada uma eu coloco o modo certo de referenciá-las.

CADASTRE E BAIXE O SEU GRATUITAMENTE CLICANDO AQUI

Emílio Figueira

Por causa de uma asfixia durante o parto, Emílio Figueira adquiriu paralisia cerebral em 1969, ficando com sequelas na fala e movimentos. Mas nunca se deixou abater por sua deficiência motora e vive intensamente inúmeras possibilidades. Nas artes, no jornalismo, uma vasta produção científica, é psicólogo, psicanalista e teólogo. Como escritor é dono de uma variada obra em livros impressos e digitais. Ator e autor de teatro. Hoje com cinco graduações e dois doutorados, Figueira é professor e conferencista de pós-graduação, principalmente de temas que envolvem a Educação Inclusiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*