ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Faculdade Santa Terezinha, em São Luís no Maranhão: Exemplo nacional no atendimento às pessoas com deficiência


SONY DSC

Semana passada, dia 14 de agosto, tive o prazer de está em São Luís, MA, na Faculdade Santa Terezinha-CEST, ministrando a palestra “Inclusão na Educação Superior: Como lidar com esse desafio?”. Mas nessa história, eu sou o personagem menor. O que me encantou mesmo, foram as iniciativas que presenciei.

A história da CEST já é um encanto à parte. Associada ao amadurecimento de sua mantenedora, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE de São Luís, fundada em 1971, como entidade assistencial e educacional, filantrópica e sem fins lucrativos, com o objetivo de propiciar assistência e integração social a pessoas com deficiência quanto à sua saúde, educação e defesa de seus direitos.

Fachada1

Mas a APAE tinha muita dificuldade de encontrar profissionais qualificados que desejasse morar em São Luís e trabalhar na entidade. Em uma visionária iniciativa do Prof. Expedito Alves de Melo, já falecido, idealizador, fundador e primeiro Diretor Geral, em 1998, com a criação da Faculdade Santa Terezinha – CEST, empenhada em encontrar uma solução definitiva para as demandas relativas à formação de equipes multidisciplinares de saúde, devido à falta local de profissionais nessa área.

Tendo em vista garantir uma assistência voltada para a habilitação, reabilitação e integração social de pessoas com deficiência, em termos de ações de saúde, educação e defesa de seus direitos. E hoje a CEST mantém nove cursos superiores, formando profissionais para a sociedade maranhense em geral.

CLÍNICA-ESCOLA SANTA EDWIGES

O meu encanto mesmo, foi ter conhecido a Clínica-Escola Santa Edwiges, em companhia das Professoras Maria José Silva Andrade, Assessora Pedagógica, Professora Maria de Nazareth Mendes, Diretora Acadêmica da CEST, da Coordenadora da Clínica-Escola Emanuele Garcia Costa Marques de Paulo, Assistente Social e da Professora Ana Cleide Vasconcelos de Sousa, Enfermeira, Coordenadora Adjunta. Bem escoltado por sinal, passei algumas horas caminhando e conhecendo toda a sua estrutura, profissionais, alunos estagiários e alguns pacientes. E confesso que fiquei emocionado e com o que vi, uma iniciativa que atende a comunidade de forma geral com os conceitos mundiais de humanização, atenção, excelência, carinho e gratuitamente!

clinica_01
A Clínica-Escola foi construída pelo CEST para servir de campo de práticas assistidas, de estágios supervisionados, de projetos de pesquisa e de extensão dos seus cursos.

Durante a visita, ao mesmo tempo em que minhas memórias se misturavam com o meu tempo de criança sendo habilitado na década de 1970 na AACD, eu estava presenciando um trabalho de ponta realizado pela Clínica-Escola da CEST, com espaços amplos. O que vi ali sendo realizado em termos de organização e eficiência, não tenho encontrado em grandes centros e até em universidades ditas renomadas.

Mas do que ficar falando, vou apresentar alguns dados que peguei no site deles.

A APAE de São Luís – Mantenedora da Faculdade, e o CEST, através da Clínica-Escola, vêm contribuindo para a inclusão social, a promoção da cidadania e a interação com a sociedade, nas áreas da educação, da educação em saúde, da promoção da saúde e da cidadania, a partir das atividades realizadas e dos serviços que oferecem à população, cumprindo, desse modo, o compromisso de integrar os seus cursos ao Sistema Único de Saúde (SUS) e à comunidade.

Equipe Multiprofissional – Com a participação de toda a equipe multiprofissional, a Clínica-Escola realiza cerca de 8.000 atendimentos mensais, através do SUS, dirigidos não só às pessoas com deficiência, mas também à comunidade em geral, da capital e do interior do Estado.

Por sua vez, a APAE diretamente disponibiliza assistência médica à população nas áreas de Dermatologia, Otorrinolaringologia, Cardiologia, Neurologia, Psiquiatria, Pediatria, Clínica Médica, Ortopedia, Ginecologia, Hematologia, Geriatria e Genética, bem como nas áreas de Assistência Social, Nutrição, Psicologia, Enfermagem, exames laboratoriais, Ultra-sonografia, Raios X, Eletrocardiograma, Tomografia, Mamografia, Eletroencefalograma e Teste do Pezinho, realizando cerca de 50 mil atendimentos mensais.


ESTRUTURA FÍSICA

bannerclinicaescola

A Clínica-Escola possui 3.360,04 m2 de área construída, distribuídos em dois andares. No primeiro funcionam os setores de Fonoaudiologia, Enfermagem e Nutrição e, no térreo, os setores de Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Os dois andares possuem ampla área de recepção para os usuários, três salas de aula e diversos banheiros, inclusive adaptados, além de fraldários.

Além dos atendimentos e ações realizadas por seus setores, a clínica-escola desenvolve as seguintes atividades:

 PESQUISAS RELATIVAS A MONOGRAFIAS DE CURSOS
A Clínica-Escola está disponibilizada como campo preferencial para desenvolvimento dos projetos de pesquisa das monografias dos cursos de graduação e de pós-graduação do CEST. Os projetos de pesquisa relativos às monografias, após chancela do Comitê Científico – CoCi, são encaminhados à Coordenação da Clínica-Escola, através das Coordenações dos Cursos, e acompanhados pelos respectivos orientadores.

PROJETO APRENDER FAZENDO
O projeto é realizado nos meses de julho e janeiro de cada ano, envolvendo diferentes disciplinas e promovendo espaço importante de aprimoramento acadêmico dos alunos.
Seu objetivo é proporcionar aos alunos aprendizado teórico-prático, bem como provocar análises e reflexões sobre as diferentes realidades vivenciadas na Clínica-Escola.

 
PRINCIPAIS ATIVIDADES DOS SETORES DA CLÍNICA-ESCOLA
A Clínica-Escola, através dos seus setores de Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Enfermagem e Nutrição, executa procedimentos especializados, de acordo com a demanda apresentada, a partir do encaminhamento feito pelos serviços da APAE ou por serviços de saúde externos. A assistência na Clínica-Escola é prestada pelos alunos aos clientes, em níveis de complexidade diferentes, sob acompanhamento direto dos professores e supervisores docentes, tanto por ocasião das práticas assistidas das disciplinas, como principalmente por meio dos estágios supervisionados realizados.

SETOR DE FISIOTERAPIA 

fisio
Presta atendimento de reabilitação para crianças, adolescentes, adultos e idosos, nas áreas de neuropediatria, neurologia, traumato-ortopedia, reumatologia, respiratória e hidroterapia. Disponibiliza ainda o serviço da Escola de Posturas, que objetiva prevenção e tratamento das dores de coluna.

SETOR DE FONOAUDIOLOGIA 

fono
Presta atendimento para crianças, adolescentes, adultos e idosos, com avaliação e orientação de pais e pacientes, na área de saúde pública, e realiza terapias fonoaudiológicas, nas áreas de linguagem oral, escrita, fala, voz e motricidade orofacial. São disponibilizados também exames audiométricos (audiometria tonal e vocal, imitanciometria e audiometria infantil), eletrofisiologia (audiometria de tronco encefálico – ABR e vectonistagmografia), prótese auditiva (indicação, seleção e adaptação de aparelhos de amplificação sonora individual).

 

SETOR DE TERAPIA OCUPACIONAL

to
Presta atendimento para crianças, adolescentes, adultos e idosos, nas áreas de neuropediatria, percepto-cognitiva, traumatologia, reumatologia, ortopedia e neurologia. Na área de saúde mental atende a mães e/ou responsáveis de usuários com deficiência que apresentam dificuldades cotidianas. Este setor tem como maior objetivo promover a independência dos usuários em suas Atividades de Vida Diária (AVD’s), realizando treinamentos em seu laboratório de AVD’s.

SETOR DE ENFERMAGEM

enfermagem
Presta atendimento para crianças, adolescentes, adultos e idosos com foco na prevenção, orientação, assistência e educação em saúde, com palestras educativas e atividades lúdicas. Desenvolve ainda ações nas áreas de saúde da mulher (realização de exames de preventivo do câncer de colo uterino e exame de mama), saúde da criança (acompanhamento do crescimento, desenvolvimento e imunização) e saúde do adulto/idoso e saúde mental.

SETOR DE NUTRIÇÃO

Nutricao Clinica (2)
Presta atendimento para crianças, adolescentes, adultos e idosos, nas áreas de educação nutricional (orientação e acompanhamento), em programas específicos (síndrome de Down, fenilcetonúria, anemia falciforme), além da assistência a grupos específicos (gestantes, diabéticos e hipertensos).

 

EM TEMPO: Sem citar nomes, quero agradecer a todos que me receberam com muito carinho em São Luís, na CEST. Volto a afirmar, qualquer coisa que precisarem de mim, é só dizer!!!


UM E-BOOK GRATUITOS PARA BAIXAR

UM E-BOOK GRATUITO PARA BAIXAR!

COLETÂNEA DE ENTREVISTAS E ARTIGOS SOBRE EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO BRASIL

Minhas principais entrevistas e artigos científicos sobre Educação Inclusiva, pessoas com deficiência e superação publicadas nos últimos quatro anos. Esse material você poderá utilizar livremente como conteúdo bibliográfico em seu trabalho. E ao final de cada uma eu coloco o modo certo de referenciá-las.

CADASTRE E BAIXE O SEU GRATUITAMENTE CLICANDO AQUI

Emílio Figueira

Por causa de uma asfixia durante o parto, Emílio Figueira adquiriu paralisia cerebral em 1969, ficando com sequelas na fala e movimentos. Mas nunca se deixou abater por sua deficiência motora e vive intensamente inúmeras possibilidades. Nas artes, no jornalismo, uma vasta produção científica, é psicólogo, psicanalista e teólogo. Como escritor é dono de uma variada obra em livros impressos e digitais. Ator e autor de teatro. Hoje com cinco graduações e dois doutorados, Figueira é professor e conferencista de pós-graduação, principalmente de temas que envolvem a Educação Inclusiva.

5 comentários

  1. Olá! Minha irmã tem paralisia cerebral. Hoje está com 19 anos. Como posso conseguir uma vaga para ela?

  2. Mariane da Cruz carvalho

    Bom dia, meu filho tem 1 ano e 2 meses.
    Ele foi diagnosticado com paralisia cerebral, como faço pra conseguir uma vaga pra ela ter um acompanhamento com a instituição ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*