ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Pai tatua aparelho de audição na cabeça igual ao da filha de 6 anos


 

tatuagem-implante-coclear

Alistair Campbell, da Nova Zelândia, diz que tatuagem é tributo à filha. Garota era surda até receber seu primeiro implante coclear.

 Do G1, em São Paulo
O pai neozelandês Alistair Campbell fez uma tatuagem na cabeça igual ao aparelho de audição utilizado pela filha Charlotte, de 6 anos. A idea era fazer uma homenagem à garota antes de ela se submeter à cirurgia para receber seu segundo implante coclear, segundo o site “NZ Herald”. Ele publicou a foto em sua página do Facebook.

Segundo o veículo neozelandês, a garota Charlotte era surda até receber seu primeiro implante, no ouvido esquerdo, quando tinha 4 anos. Mais recemente, ela recebeu o segundo implante, no ouvido direito. A ideia do pai foi demonstrar seu apoio à filha. Segundo o “NZ Herald”, ao ver a tatuagem, Charlotte riu, tocou a cabeça do pai e disse que tinha achado “legal”.

O implante coclear, também conhecido como ouvido biônico, é um aparelho capaz de substituir o ouvido de pessoas com surdez total ou quase total. Ele é composto por duas partes: uma interna e outra externa. A unidade interna é implantada por uma cirurgia dentro do ouvido e a externa é posicionada na parte de trás do ouvido e da cabeça.


Emílio Figueira

Por causa de uma asfixia durante o parto, Emílio Figueira adquiriu paralisia cerebral em 1969, ficando com sequelas na fala e movimentos. Mas nunca se deixou abater por sua deficiência motora e vive intensamente inúmeras possibilidades. Nas artes, no jornalismo, uma vasta produção científica, é psicólogo, psicanalista e teólogo. Como escritor é dono de uma variada obra em livros impressos e digitais. Ator e autor de teatro. Hoje com cinco graduações e dois doutorados, Figueira é professor e conferencista de pós-graduação, principalmente de temas que envolvem a Educação Inclusiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*