SETEMBRO AZUL: Casas das Rosas realiza campanha para que a comunidade surda escolha o sinal do museu


Mês é marcado por palestras, sarau e contação de história para o público ouvinte e não ouvinte

No mês dedicado a valorização da cultura surda, a Casa das Rosas, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis, realiza uma série de eventos que buscam conscientizar a sociedade sobre a importância de ações que promovam o acesso à cultura para a comunidade surda — no Brasil há cerca de 9,7 milhões de surdos, de acordo com o Censo de 2010 realizado pelo IBGE.

Para ser o embaixador do projeto, o museu convidou Leonardo Castilho, educador do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM-SP), DJ e um dos principais representantes da comunidade surda da cidade. As ações começam no dia 1º de setembro com uma grande campanha no Facebook que ao longo do mês trará informações, curiosidades, dicas cinematográficas e anunciará o concurso para que a comunidade surda escolha os sinais da Casa das Rosas e do poeta Haroldo de Campos. Os interessados podem enviar o seu sinal pelo Facebook e a escolha será feita no dia 16 de setembro às 19h00 durante o sarau “Slam do Corpo”, uma batalha de poesia que mistura língua de sinais, voz, português, texto escrito e expressão corporal.

Ainda dentro da programação, no dia 3 de setembro, às 15h00 haverá palestra sobre a história da Libras, no dia 17 de setembro, às 14h00 e 15h00, respectivamente, o uso das libras em espetáculos artísticos e contação de histórias em Libras-Português sobre o museu e a avenida paulista.  Confira detalhes da programação logo abaixo.

SOBRE O SETEMBRO AZUL

Setembro é um mês repleto de datas significativas que refletem a história de lutas e conquistas dos surdos. No dia 21 é lembrado o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, em seguida Dia Nacional do Surdo e aniversário do Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES), 26; e Dia Internacional do Surdo, 30. O azul é uma cor emblemática, pois, na Segunda Guerra ele identificava as Pessoas com Deficiência, dentre elas os surdos. Os nazistas as obrigavam a usarem uma faixa de cor azul fixada no braço, sendo identificados e mortos. O azul turquesa foi escolhido por ser uma cor viva e representar o orgulho de ser surdo.

Confira detalhes da programação:

PALESTRA | LIBRAS: HISTÓRIA, GRAMÁTICA E CULTURA

Com Rafael Veloso | 03.09 às 15h00

A palestra a respeito da Libras – Língua Brasileira de Sinais discorrerá sobre sua história, aspectos linguísticos e socioculturais dentro da cultura e identidades surdas.

SLAM DO CORPO

Com o Coletivo Corposinalizante | 16.09 às 19h00

Este sarau tem como objetivo a experimentação poética com língua de sinais, reunindo a comunidade surda, a comunidade dos saraus e o público em geral. O resultado é um potente e inesperado encontro entre as línguas. O slam é um jogo, um campeonato de poesia. Começou nos Estados Unidos na década de 1980 e hoje existe em cidades do mundo todo. As regras básicas são três: os poemas apresentados precisam ser próprios, ter no máximo três minutos de duração e não possuírem acompanhamento musical ou objetos de cena.

PALESTRA | LIBRAS EM ESPETÁCULOS ARTÍSTICOS

Com Carlos Grahamhill | 17.09 às 14h00

Palestra a respeito da tradução e interpretação em Libras em espetáculos artísticos e dos desafios da ampliação da acessibilidade surda na cena cultural a partir da ideia do pensamento abissal – fronteiras imaginárias que criam dois campos opostos, no caso, entre a cultura surda e a cultura ouvinte – e em como o acesso à cultura pode promover a abertura de diálogo.

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS EM LIBRAS PARA CRIANÇAS

Com Priscila Souza | 17.09 às 15h00

Contação de histórias em Libras-Português: a história da Casa das Rosas e da Avenida Paulista será contada em Libras de maneira lúdica por contadora surda com tradução simultânea em Português. Após esse momento, as crianças aprenderão o alfabeto em Libras e sinais a serem escolhidos por elas.

 

SOBRE A CASA DAS ROSAS

A Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos é um museu dedicado à poesia, à literatura, à cultura e à preservação do acervo bibliográfico do poeta paulistano Haroldo de Campos, um dos criadores do movimento da poesia concreta, na década de 1950. Localizada em uma das avenidas mais importantes da cidade de São Paulo – Avenida Paulista – o espaço realiza intensa programação de atividades gratuitas, como oficinas de criação e crítica literárias, palestras, ciclos de debates, exposições, apresentações literárias e musicais, saraus, lançamentos de livros, performances e apresentações teatrais, entre outros. O museu está instalado em um imponente casarão, construído em 1935 pelo escritório Ramos de Azevedo, que na época já tinha projetado e executado importantes edifícios na cidade tais como a Pinacoteca do Estado, o Teatro Municipal e o Mercado Público de São Paulo.

 

SOBRE A POIESIS

A POIESIS – Organização Social de Cultura é uma organização não governamental que desenvolve e gere programas e projetos, pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

 

Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura

Avenida Paulista, 37 – próximo à estação Brigadeiro do metrô.

Funcionamento: de terça a sábado, das 10h às 22h. Domingos e feriados, das 10h às 18h.

Convênio com o estacionamento Parkimetro: Alameda Santos, 74 (exceto domingos e feriados).

Telefone: (11) 3285-6986 | (11) 3288-9447 | www.casadasrosas.org.br

 

Assessoria de Imprensa – POIESIS

Carla Regina – Coordenação | (11) 4096-9827 | carlaregina@poiesis.org.br

Aline Takaschima | (11) 4096-9852 | alinetakaschima@poiesis.org.br

Victória Durães | (11) 4096-9810 | victoriaoliveira@poiesis.org.br

Secretaria da Cultura do Estado – Assessoria de Imprensa

Gisele Turteltaub (11) 3339-8162 | gisele@sp.gov.br

Gabriela Carvalho (11) 3339-8070 | gabrielacarvalho@sp.gov.br

Damaris Rota (11) 3339-8308 | drota@sp.gov.br


OPORTUNIDADES DE CURSOS NA ÁREA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA

Basta clicar nos títulos abaixo e conferir:

CURSO LIBRAS NA PRÁTICA

O Curso de Libras na Prática aborda, explica e ensina a cultura e a história dos surdos, o vocabulário, a gramática da Libras e muito mais.

CURSO ONLINE DE DISTÚRBIOS DE APRENDIZAGEM

Este Curso de Distúrbios de Aprendizagem aborda sobre o que é, como identificar e quais são os tipos de distúrbios de aprendizagem que existem, mostrar o comportamento e tratamento da pessoa com distúrbios e quais as opções de tratamento.

INCLUSÃO DA CRIANÇA COM SÍNDROME DE DOWN NA PRÁTICA

Este Curso de Inclusão da Criança com Síndrome de Down na Prática ensina sobre o que é a síndrome e quais são as suas características, abordando temas como: a inclusão social, educacional, sobre o processo de aprendizagem, teorias de vygotsky, resiliência, enfrentamento das capacidades e das adversidades e os desafios atuais

CURSO DE TRANSTORNO DE DEFICIT DE ATENÇÃO COM HIPERATIVIDADE - TDAH

O Curso de TDAH aborda os tipos de Transtorno de Deficit de Atenção com Hiperatividade, seus sintomas e pontos essenciais para entender o TDAH. Além disso, o curso explica como essa doença afeta crianças, jovens e adultos; e ajuda a compreender o papel da escola e do educador diante desses casos.

Emílio Figueira

Por causa de uma asfixia durante o parto, Emílio Figueira adquiriu paralisia cerebral em 1969, ficando com sequelas na fala e movimentos. Mas nunca se deixou abater por sua deficiência motora e vive intensamente inúmeras possibilidades. Nas artes, no jornalismo, uma vasta produção científica, é psicólogo, psicanalista e teólogo. Como escritor é dono de uma variada obra em livros impressos e digitais. Ator e autor de teatro. Hoje com cinco graduações e dois doutorados, Figueira é professor e conferencista de pós-graduação, principalmente de temas que envolvem a Educação Inclusiva.

Deixe uma resposta